AVALIAÇÃO FUNCIONAL DO MOVIMENTO

O que é:

A Avaliação Funcional do Movimento é o produto de uma filosofia de exercício conhecida como sistemas de movimento funcional. A AFM é um sistema de ranking e classificação que inclui testes de avaliação dos padrões de movimento que são fundamentais para o funcionamento equilibrado do corpo. Pela triagem desses padrões, a AFM identifica limitações funcionais e assimetrias. Esses desequilíbrios podem reduzir os efeitos do treino funcional e condicionamento físico e distorcer a consciência corporal.

A AFM gera uma pontuação, controlada por um profissional do exercício, que identifica os desequilíbrios musculares a serem trabalhados e permite também o acompanhamento do progresso do indivíduo. Este sistema de pontuação está diretamente ligado aos exercícios corretivos mais benéficos para restaurar os padrões de movimento.

Pedir avaliação grátis

BENEFÍCIOS

Comunicação – A AFM utiliza linguagem simples, tornando mais fácil para os indivíduos, profissionais de exercício e médicos, uma comunicação clara sobre os progressos do programa aplicado.

Avaliação – A execução identifica facilmente assimetrias e limitações, diminuindo a necessidade de testes e análises extensas.

Normalização – A AFM cria uma base funcional para marcar o progresso do indivíduo e fornece um meio de medir o seu desempenho.

Segurança – A AFM identifica rapidamente os padrões de movimento potencialmente perigosos, para que possam ser corrigidos. Também indica a disponibilidade de um indivíduo para a execução de um exercício, para que metas realistas possam ser definidas e alcançadas.

Estratégias corretivas – A AFM pode ser aplicada em qualquer nível de condicionamento físico, simplificando estratégias corretivas de uma ampla gama de padrões de movimento. Identifica exercícios específicos com base em FMS individuais, pontuados para criar instantaneamente planos de treino  personalizados.

ENTÃO COMO PODEREMOS VER ESTES EFEITOS NO NOSSO DIA A DIA?

De forma muito simples, tudo o que se faz na AFM consiste em reprogramar o nosso corpo para padrões de correção que nos permitam ter mais eficiência no nosso dia a a dia, ou seja, ensina-nos a movermo-nos melhor, algo que hoje em dia estamos constantemente a procurar encontrar através do exercício físico.

Desta forma, seria por exemplo possível, definir padrões que levassem um funcionário de uma linha de produção a realizar movimentos mais eficientes e corretos, que lhe facilitassem a execução da sua tarefa, evitando desta forma potenciais lesões.