DICAS PARA RESISTIR AOS DOCES

07.10.2019

Seguir um plano alimentar resistindo totalmente aos doces pode-lhe parecer algo muito difícil de se atingir. No entanto, podem existir alguns truques que o ajudem nesta batalha.

O motivo pelo qual consome doces poderá ser variado. O consumo de açúcar poderá estar associado a momentos de prazer e/ou recompensa ao longo do seu dia. Também poderá ser estimulado por momentos de stress ou tristeza. Daí ser tão importante identificar como se sente quando procura consumir algo mais doce, para que, desta forma, consiga contrariar e ter consciência de que a vontade de algo doce irá aumentar em determinados momentos.

Em termos nutricionais, o consumo frequente de doces torna o aporte calórico consumido mais elevado e desadequado às necessidades individuais de cada um. Deste modo, poderá levar a um aumento da massa gorda e consequentemente, este consumo é um comportamento precursor de doenças crónicas como diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares.

Posto isto, é importante desenvolvermos e aplicarmos algumas dicas para evitar o consumo de doces:

  • Dormir bem: dormir cerca de 8 horas por noite, com qualidade, faz com que o nosso dia corra muito melhor e o nosso apetite esteja mais calmo. Existem estudos que demonstram que o descanso está diretamente relacionado com uma perda de massa gorda mais rápida.
  • Praticar exercício físico: praticar exercício físico ajuda a que o nosso organismo funcione melhor e a criar hábitos mais saudáveis e resultados mais rápidos e sustentáveis.
  • Comer frequentemente: fazermos várias e leves refeições ao longo do dia faz com que não sintamos tanta fome e consequentemente seja mais fácil fazermos escolhas inteligentes.
  • Beber água: a desidratação pode enviar a mensagem errada ao nosso cérebro de que temos fome. Bebermos, pelo menos, 1,5L por dia mantem-nos hidratados e diminui a falsa sensação de fome.
  • Consumir alimentos ricos em fibra: optar por alimentos integrais, leguminosas ou hortofrutícolas permite que o nosso corpo prolongue a digestão e portanto, a sensação de saciedade.
  • Consumir o aporte proteico necessário: garanta que na sua alimentação não existe escassez de consumo de alimentos proteicos. Estes, por sua vez, ajudam à sensação de saciedade. Os principais alimentos ricos em proteína são as carnes, de preferência brancas, peixes, ovos e produtos lácteos, entre outros.

Existem outras dicas para reduzir o açúcar que consome ao longo do dia, tais como:

  • Substituir o açúcar do café por canela;
  • Optar por chocolate com mais de 70% cacau invés do vulgar chocolate de leite;
  • Optar por iogurte magros e/ou bebidas vegetais sem adição de açúcar;
  • Fazer a própria granola em casa, evitando o consumo de granolas industrializadas com uma quantidade de açúcar elevado;

Como pode verificar, a motivação é o fator determinante para seguir o seu plano alimentar e fazer com que seja algo possível e exequível, sem grandes sacríficos.

Ângela Ferreira
Nutricionista, 3171N